domingo, 3 de junho de 2012

Do que é estranho...

Não sei aos Senhores, mas a mim parece tão patético e estranho em um momento ter tantas afinidades e trocar tantas experiências e emoções intensas, e carinhos, e aconchegos, e desejos, e mistérios, e sorrisos, alegrias e futuros e vida com alguém para no momento seguinte tudo se esvair, desfacelar, as palavras fugirem e restar apenas e tão somente um: olá, um  balbucio, ou nem isso, um silêncio ensurdecedor,
Isso me constrange...

Um comentário:

Fátima Sekai disse...

Constrangimento é pouco....mas ainda assim acredito que o melhor está por vir.

Bjus, Fátima Sekai